Síndrome de Conflito sub-acromial

A Cintura Escapular é constituida por várias articulações.

A articulação gleno-umeral tem como elementos estabilizadores estáticos os ligamentos e a capsula articular. Como estabilizadores dinâmicos tem um conjunto de 4 músculos que se chama a coifa dos rotadores e que é constituida pelo sub escapular, supra espinhoso, infra espinhoso e pequeno redondo.

Entre o músculo supra espinhoso e o osso acromio existe uma bolsa para diminuir o atrito (bolsa sub acromial ). Esta bolsa e o tendão do musculo supra espinhoso são as estruturas mais envolvidas na doença de que sofre.

O síndrome de conflito subacromial é uma entidade clínica, decorrente de uma controle anómalo da articulação gleno-úmeral e ou escapulo-torácica (entre a omoplata e o torax), feito pelos grupos musculares “estabilizadores” (coifa dos rotadores) e “mobilizadores” ( Deltoide e outros) destas duas articulações. Esta alteração leva a uma subida da cabeça umeral durante os movimentos do ombro ( levantar ou rodar o braço), com consequente conflito dinâmico entre o tendão do supra espinhoso  e o acromio .

Trata-se portanto de uma doença de origem “mecânica” que se complica, com fenómenos inflamatórios recorrentes. Estes fenómenos  levam a lesões da coifa dos rotadores e da bolsa subacromial.

O carácter evolutivo, condiciona tipos de abordagem e prognósticos diferentes. Assim o tratamento do sindrome de conflito subacromial, deve ter como base, o conhecimento da  sua causa e como  objectivo, o reequilibrio muscular que permita uma centragem da cabeça umeral durante o movimento, eliminando assim o conflito.

Cerca de 75% dos doentes são tratados com recurso a anti-inflamatórios, fisioterapia e eventualmente uma infiltração (injecção) da bolsa sub acromial

Na falência da fisioterapia em conseguir manter a centragem da cabeça umeral, torna-se necessário com a cirurgia ( apenas 25% dos casos), impedir o conflito aumentando o espaço sub-acromial.

A cirurgia é feita por artroscopia. Trata-se de uma técnica mini-invasiva que através de pequenas incisões (0,5cm), permite introduzir um sistema óptico e instrumentos, para realizar o procedimento cirurgico. Este consiste na visulização de toda a articulação do ombro, na limpeza dos tecidos inflamados na bolsa sub acromial e na descompressão sub acromial (regularizar 4mm da face inferior do acromio).

É previsivel que fique internado apenas um dia. Terá alta  com o braço ao peito podendo retirá-lo para se vestir e fazer a sua higiéne pessoal.

Vai necessitar de fisioterapia no pós operatório. Esta  pode prolongar-se por 2 meses. De inicio tem periodicidade diária, sendo previsivel que ao fim de 6 semanas passe a 2 – 3 vezes por semana.

Vai estar pouco autonomo ( dificuldade em vestir-se e tomar banho) por um periodo aproximado de 7 dias e só deverá conduzir ao fim de 4 semanas.

Esta cirurgia tem boas prespectivas, sendo que, mais de 90% dos doentes estão satisfeitos com os resultados obtidos.

 

Artigo Clinica Geral

O artigo seguinte foi publicado na revista ” Cadernos de Ortopedia” direccionada para a Medicina Geral e Familiar

  OMBRO DOLOROSO CRÓNICO

 

Conceitos actuais sobre instabilidade do ombro

Autor: António Cartucho

Download do Artigo

 

Capsulite adesiva ou “ombro congelado”

Autores: Núcleo de Cirurgia do Ombro e Cotovelo do Hospital Cuf Descobertas

Uma dor no ombro que perturba o sono e uma redução da mobilidade que impede as actividades de vida diária

Download do artigo

 

Tratamento das roturas da coifa dos rotadores

Autores: Núcleo de Cirurgia do Ombro e Cotovelo do Hospital Cuf Descobertas

Tudo o que precisa de saber sobre as roturas da coifa dos rotadores para poder optar.

Download do artigo

 

Instabilidade e Luxação do Ombro

Autores: Nucleo de Cirurgia do Ombro do Hospital Cuf Descobertas

A instabilidade e luxaçã do ombro explicada de forma simples e didática

Download do artigo

 

Ombro doloroso

Autores: Núcleo de Cirurgia do Ombro do Hospital Cuf Descobertas

Existem multiplas causas de ombro doloroso, algumas não relacionadas com o ombro. A inflamação dos tendões (Tendinite) é cada vez mais explicada por alterações estruturais e ou funcionais que os especialistas detectam.

Download do artigo

 

Instabilidade Multidireccional do ombro

Autores: Núcleo de Cirurgia do Ombro do Hospital Cuf Descobertas

A Instabilidade Muldireccional do ombro é um quadro clinico de origem funcional que pode levar a alterações secundárias das estruturas

Download do artigo

 

Artroscopia do Ombro

Autores: Núcleo de Cirurgia do Ombro do Hospital Cuf Descobertas

Artroscopia do ombro veio permitir o diagnóstico e tratamento de lesões até há pouco desconhecidas

Download do artigo

 

Traumatismos de alta energia

Autor: Marco Sarmento

Download do artigo em PDF

 
 



2008-10 © Copyright. Todos os direitos reservados.
Este site pertence à Unidade de Ortopedia e Traumatologia - Cirurgia do Ombro do Hospital Cuf Descobertas, SA.
Todos os textos nele contido são da exclusiva propriedade dos seus autores e não podem ser reproduzidos sem autorização expressa do mesmo.


Contactos